1509725595914942

1 de mar de 2015

Provérbios e o Facebook

Por Morgana Mendonça dos Santos

Alguns pensamentos nesses dias trouxeram-me a uma análise. É algo sobre a desonestidade afetiva (pode ser escolhido outro termo) que o facebook nos proporciona. É Muito comum nas redes sociais, principalmente no facebook - podemos até incluir o whastssap - postagens sobre questões que provocam divisões, bloqueios, amizades desfeitas e até afrontas e/ou ofensas. Na verdade são ambientes onde sentimentos, emoções e afeições não conseguem ser manifestos com clareza. 

Tudo pode ser julgado por qualquer critério, palavras em negrito e/ou caixa alta, frases ambíguas, declarações indiretas, enfim, há uma ampla e distorcida maneira de interpretação. Não existe um padrão, tudo pode aparentar noviço ou doce demais. Nas redes sociais, é necessário muita cautela, no entanto, creio ser um ambiente que nos leve às Escrituras. E como deve nos levar, necessitamos de uma teologia na "veia" mesmo, isto é, na prática. 

O livro de provérbios pode muito bem nos orientar dentro de ambientes virtuais com excelência, muito pode fazer para que tenhamos uma mente apta para agirmos e reagirmos de modo que Deus seja glorificado. Evitar divisões no corpo de Cristo, rachas e corações feridos, e até mesmo adquirir uma sabedoria mais centrada em Cristo e no temor DEle. Creio que deve haver outros textos, artigos e livros que de forma científica, social, cultural e até bíblica tratou desse assunto. A questão é a comunicação, essa relação com o mundo virtual entre pessoas que sentem, pensam e tem emoções. Não são máquinas que escrevem, curtem ou comentam, são pessoas do outro lado que podem ou não está compreendendo o que é escrito ou vice versa. 

Os danos estão visíveis, o que devemos fazer é evitá-los e contorná-los. No livro de provérbios há conselhos para internautas, vamos escolher alguns, por hora, para identificar na prática o que devemos e não devemos fazer. Sabemos que o livro de provérbios é um livro sapiencial - livro de sabedoria. Os temas são diversos, o livro contém 31 capítulos. Assuntos atribuídos à sabedoria, conselhos paternos, Deus e o homem, amigos, o caráter do preguiçoso, insensato e escarnecedor. Trata sobre o poder das palavras, família, a vida e a morte, armadilhas para incautos, enfim é um livro de conselhos e sabedoria. O meu objetivo não é discorrer sobre contextos, autorias, possíveis datas ou gêneros literários. É um propósito mais aplicativo, sobre essa realidade virtual que vivemos. Podemos citar alguns versos e tentar compreender o que o texto propõe ao cristão. Listamos dez versos a seguir: 

Provérbios 14:29 - O homem paciente dá prova de grande entendimento, mas o precipitado revela insensatez. Não é difícil encontrar a insensatez do precipitado em redes sociais, observe que o homem paciente prova a sua sabedoria. O livro de provérbios nos aconselha a ser paciente, então caro leitor, comece a repensar se sua conduta dá evidências de entendimento.

Provérbios 15:1A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira. Observe esse verso, releia outra vez (fiz isso várias vezes), o que você consegue entender? Diversas vezes o assunto é tão simples, as palavras poderiam ser escritas de forma mais suave, despertar a ira tem sido algo comum entre os internautas. Atentemos para que sejamos mais suaves (isso a começar em mim), antes de digitar qualquer coisa, pare e pense: prefiro desviar o furor! Inclusive o livro de Provérbios nos aconselha com muito zelo sobre o poder das palavras.  

Provérbios 15:12 - O zombador não gosta de quem o corrige, nem procura a ajuda do sábio. De forma bastante nítida encontramos zombadores de todos os tipos em redes sociais, com intenções cruéis, muitos estão compelidos a incendiar nos comentários. Muitos usam de desonestidade afetiva e intelectual, zombam e escarnecem de modo que somos agitados e movidos a defesa ou a correção. O autor de Provérbios nos orienta a entender que são pessoas que não tem interesse por ajuda nem gostam de ser repreendido. Mas ele não é tão corajoso quanto o finge ser. Muita cautela!

Provérbios 15:18 - O homem irritável provoca dissensão, mas quem é paciente acalma a discussão. E quem nunca viu ou se envolveu em discussões no facebook ou whastssap? Se devemos realmente nos envolver, façamos isso com sabedoria e temor. No entanto, sejamos pacificadores. Existem aqueles que estão ali muitas vezes ascendendo a fogueira, depois tira o corpo fora, e causa sérios danos. Ao entrar, se for o caso, façamos para acalmar a discussão! 

Provérbios 15:23 - Dar resposta apropriada é motivo de alegria; e como é bom um conselho na hora certa! Desabafos, pedidos de oração, pedidos de ajuda, sempre existe alguém que precisa de um conselho nas redes sociais. Não estou falando das postagens manipuladas e viciadas por comentários e curtidas. Estou falando das questões sinceras, que tem haver com sentimentos, situações e emoções. Quantas vezes sua resposta apropriada foi motivo de alegria para alguém? Será que seu conselho redentivo não ajudou alguém em alguma questão? Que sejamos, mais humanos e menos máquina (tenho aprendido e tem sido gratificante), que sejamos cristãos! 

Provérbios 15:33O temor do Senhor ensina a sabedoria, e a humildade antecede a honra. Nunca esqueça disso, todas as vezes que estiver online, humilhe sua inteligência, abra mão dos seus direitos de respostas. Às vezes não é preciso contra-argumentar, nosso objetivo deve ser a glória de Cristo, que isso seja demonstrado também em cada pôster que possa ser publicado. O temor do Senhor não é apenas a porta da sabedoria, mas todo o caminho a nossa frente. 

Provérbios 16:21 - O sábio de coração é considerado prudente; quem fala com equilíbrio promove a instrução. O glamour, a soberba, os sofismas, os argumentos intelectuais, a vaidade teológica, tem sido o caminho que muitos trilham nas redes sócias. E isso não promove ensinamento nem significa ser sábio! Precisamos de internautas prudentes, que promova instrução, que fale moderadamente, que se faça entendido e seja fiel às Escrituras.

Provérbios 17:14Começar uma discussão é como abrir brecha num dique; por isso resolva a questão antes que surja a contenda. Quem pode discernir nossas motivações ou intenções? Não podemos expressar com tanta clareza sentimentos ou afeições. Mas devemos ter o discernimento para resolver questões antes que a situação piore. Pense bem nisso, uma porta aberta tudo pode entrar como tudo pode sair. Muitas vezes somos devastados, a brecha aberta pode causar uma falta de controle que nós não podemos prever controlar ou recuperar. Devemos antes resolver tal questão, recuperar aquilo que não poderia ter sido dito, será mais complicado.

Provérbios 17:27Quem tem conhecimento é comedido no falar, e quem tem entendimento é de espírito sereno. Observe que antes de digitar é necessário pensar, (quantas vezes já apaguei respostas e quantas vezes me arrependi por escrevê-las) ser comedido no digitar qualquer coisa sobre qualquer assunto. A serenidade pode deixar nossos dias cibernéticos mais tranquilos. Use seu conhecimento, ponha guardas nos seus dedos, do mesmo jeito que o salmista pediu nos seus lábios. 

Provérbios 18:13Quem responde antes de ouvir comete insensatez e passa vergonha. Tenho impressão diversas vezes que as nossas postagens ou comentários não são bem entendidos, alguns não compreendem e facilmente somos julgados precipitadamente. Do mesmo jeito, que podemos não fazer a devida leitura das postagens de outros em nosso feed. O que é natural, diante da correria do mouse. Mas há algo aqui interessante, não devemos tirar conclusões precipitadas, muitas vezes algo não foi expressado como deveria ser. Acho que por isso existe o imbox, tenho feito uso dele, quando me vejo nessa situação. Procurar o irmão (a), buscar entender melhor, seria mais prudente do que há vergonha da precipitação. Como já foi dito, não há afeições que possam demonstrar exatamente o que palavras significam em situações diversas. 

Na era cibernética, nesse tempo virtual, há uma certa urgência em ler o Livro de Provérbios, nos alertando com verdades para o nosso dia a dia em nossos relacionamentos, de qualquer tipo que seja. Para defender a verdade, lembre-se também do conselho de 1Pedro 3.15: "antes santificai em vossos corações a Cristo como Senhor; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós". Não esqueça do que quer dizer mansidão e temor. E para responder questões poderíamos também lembrar do conselho de Paulo, em Colossenses 4.6: "A vossa palavra seja sempre com graçatemperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um".

“Se você agiu como tolo e exaltou-se a si mesmo, ou se planejou o mal, tape a boca com a mão!”

Provérbios 30:32

A Deus toda a glória!

Nenhum comentário: