1509725595914942

6 de mai de 2015

A Importância do Ensino Sobre Missões

Por Thomas Magnum

Ao falarmos de consciência missionária na igreja local geralmente temos a rápida associação do funcionamento de um departamento ou conselho missionário realizando o trabalho de coleta de dados, contato com missionários, atualização de informações para a igreja, reuniões com o departamento de missões da denominação ou a realização de cultos que tem algum momento de reflexão sobre a realidade do campo. A leitura de cartas de missionários e também a promoção de eventos voltados para a obra missionária como seminários, simpósios, congressos, conferências. Todas as questões citadas são de grande relevância ao trabalho de conscientização missionária para a igreja local, mas será que devemos limitar nosso trabalho com a igreja local a esses tópicos? 

Na verdade o amadurecimento da igreja local para com a obra missionária se dará pela importância que tal assunto tem no cotidiano da igreja, a missão que o Senhor nos legou foi de levar seu Evangelho a todas as nações (Mt 28.19,20). Devemos notar algo interessante nesse texto do Evangelho de Mateus, primeiro, devemos pregar, depois devemos ensinar. Ensinar o povo a guardar as verdades espirituais das Sagradas Escrituras. É nesse ponto que trabalharemos na questão da pedagogia redentiva e sua utilização na tarefa de discipular os crentes. Ao usarmos essa nomenclatura, estamos tão somente nos referindo a educação cristã e sua abordagem pedagógica baseada na Palavra de Deus.
           
Esse ato pedagógico pelo prisma da Santa Escritura nos levará a um método de ensino que a Bíblia é o centro e o instrumento, ou seja, tudo em nossa forma de ensinar desde o departamento infantil ao departamento de senhoras terá uma abordagem redentiva e missional. A tarefa da igreja não está simplesmente ligada ao campo transcultural, nacional e regional, mas, também está ligada ao campo local. Os reformadores deram ênfase ao sacerdócio universal e a vocação de todos os crentes, isso é algo importante no entendimento da obra evangelizadora da igreja do Senhor Jesus. O sapateiro é um sapateiro para glória de Deus, o padeiro, o pintor, o jardineiro, o médico, o servente, o advogado servem em suas vocações para glória de Deus. O próprio Deus os colocou ali para serem luzeiros; para glorificarem seu nome através de suas vocações, o objetivo final da vocação dos santos é dar a Deus sua glória, Deus ama a sua glória.
           
No entanto ao partirmos de uma pedagogia redentiva, estamos iniciando nosso trabalho a partir da igreja local, e queria focar aqui a Escola Bíblica Dominical. O funcionamento da EBD em nossas igrejas não deve ser apenas para manter uma tradição, mas, para edificação do corpo de Cristo e preparação dos crentes para uma vida que glorifique a Deus, como bem já disse o pastor John Piper, “a maior missão da igreja é glorificar a Deus”. O teólogo Solano Portela em seu livro O que estão ensinando aos nossos filhos[i] nos mostra nove alicerces de uma pedagogia redentiva. Vale a pena citarmos aqui para caminharmos em nossa reflexão. O primeiro alicerce apontado pelo referido autor é o metafisico, o que existe além do físico? Dentro das escolas e da sociedade em geral temos o impacto de filosofias materialistas que negam a realidade espiritual e esse ensino tem causado muitos males a história da humanidade. O segundo alicerce é o epistemológico que vai nos responder como podemos chegar a verdade. Epistemologia trata das teorias do conhecimento, note que principalmente Paulo no novo testamento nos fala muito sobre o conhecimento de Deus (Ef 4.13; Tt 1.1; 2 Co 2.14; Cl 1.10; 2 Tm 2.25; veja também 2 Pe 1.2,3), principalmente por causa da ideia grega da gnose, Paulo nos vai mostrar que o conhecimento de Deus é revelado pelo próprio Deus em seu filho e em sua revelação. O terceiro ponto é o ontológico, que pergunta quem somos. O Evangelho nos mostra isso de forma maravilhosa, uma rápida leitura nos primeiros capítulos da epistola aos Romanos nos garantirá essa questão, a psicologia secular, a pedagogia, a sociologia e antropologia que vigora nos centros de estudos superiores ou não, distorcem e até blasfemam contra o que a Bíblia diz sobre isso, eles dizem que o homem não é mau, não é pecador, não está condenado e perdido, tais sistemas defendem a autonomia da razão, algo que a Palavra de Deus refuta e condena.
          
  O ponto seguinte é o nomismo, que vai responder se existem regras e leis, tal ponto refutará o pluralismo e o relativismo intelectual e religioso, a educação cristã tem a obrigação e a tarefa de pautar suas atividades nas verdades absolutas da Santa Escritura. Depois teremos o alicerce ético que mostrará que existem fatores que determinam o que é certo e errado. O sexto alicerce é o relacional que responderá a correspondência e a convergência do conhecimento, chegando ao sétimo alicerce temos o metodológico, e necessário se faz aqui de entendermos essa questão, a pedagogia moderna tem distorcido a figura do professor, o tornando um facilitador, note que há um enfraquecimento da autoridade, isso é muito relevante em nossa discussão porque altera todo mecanismo educacional e social. O oitavo alicerce é o da estética que vai responder o que é o belo, quais são os padrões da beleza, em nossa geração fotográfica e narcisista é um ponto que precisa ser trabalhado em nosso sistema educacional nas igrejas. E nosso último alicerce é o teleológico que nos fala da finalidade das coisas, do mundo, do propósito da vida, questão que é inerente à mente de todo ser humano. Visto isso agora iremos ponderar que relação tem esses pontos com a consciência missionária de uma igreja local.
            
Tomando por base teológica e pedagógica esse escopo de ensino que tem base na Palavra de Deus, o trabalho de consciência missionária na igreja local partirá de seu trabalho e a importância que ela dá a educação cristã dos membros e congregados. A pedagogia redentiva apontará para os pontos citados acima e que tudo deve convergir para a glória do Deus triúno. Esse processo de ensino deve ser objeto de observação para líderes de EBD, líderes de Departamentos de Missões, de Departamento infantil e gerenciado pelo pastor da igreja local.
            
Os fatores ligados à educação religiosa dos cristãos é muito importante para que uma igreja cresça no seu zelo por missões e pela missão. Ao usarmos os termos distintamente aqui enfatizamos que a missão está estreitamente ligada a nossa vocação, a igreja como luzeiro no mundo. No trabalho, na escola, faculdade, vizinhança, no lar. Usando o termo missões tratamos do envio de obreiros ao campo missionário, cultural e transcultural.  Aqui entra então a questão do método, vamos exemplificar com o trabalho com as crianças. O trabalho com crianças voltado para missões não pode ser subestimado, se ensinadas a amar a obra missionária, elas irão contribuir e orar por isso. Quando o trabalho de ensino, tanto no departamento infantil como na EBD são voltados pedagogicamente para um propósito redentor, os pequeninos crescerão em graça e conhecimento. Mesmo as brincadeiras no departamento infantil devem ser voltadas para um propósito pedagógico, dever ter um sentido teleológico, uma finalidade. No ensino nada deve ser aleatório, com isso não estamos defendendo algo mecanizado, mas, pelo contrário estamos aqui na total dependência do Espírito Santo para ensinarmos sua Palavra.
           
O trabalho com os demais departamentos devem seguir a mesma lógica. Mesmo as atividades de ação social e momentos de confraternização na igreja devem apontar para a grande missão da igreja que é glorificar a Deus, e consequentemente resultará em missões. Se cada departamento ou classe na EBD adotar em oração um missionário, comprometendo-se a mandar-lhes e-mails e cartas, isso terá um peso muito grande. Se as crianças forem educadas a contribuírem com missões desde pequeninas, quando crescerem serão contribuintes da causa missionária. Se as igrejas levarem particularmente suas classes de EBD ou departamentos aos campos próximos da igreja local, para que a igreja conheça de perto a realidade diária do missionário, isso será impactante, isso resultará em sentimentos de compaixão e urgência no coração dos crentes. A forma que abordamos missões nas igrejas locais resultará sempre em algum resultado, a forma que aplicamos o tema a vida diária da igreja trará benefícios para o reino de Deus. A pedagogia utilizada na prática educacional da igreja causará impactos profundos na consciência missionária dos seus membros e congregados, como também em seu compromisso com o trabalho de pregação nos bairros e localidades próximos da igreja. A pedagogia redentiva resultará em amor a Deus, em compromisso com sua obra, em dependência do Espírito Santo e em fervor pelo estudo e aplicação da Sagrada Escritura.
____________
[i] Publicado pela Editora Fiel, o livro trata do problema da educação secular e a importância da igreja refletir sobre nosso papel na educação principiando pelo trabalho de educação no lar e estendendo-se a educação institucional formal.

Nenhum comentário: