1509725595914942

29 de abr de 2015

Livros indicados para jovens cristãos


Nossa Equipe, agora reformulada, continua com a tradição de indicar livros. Desta vez, o alvo é a juventude cristã brasileira. Visando a edificação de nossos jovens, cada membro do Electus recomendou uma obra que auxiliará o jovem cristão em sua caminhada. A Bíblia ainda é a autoridade máxima, todavia, é sempre bom ler obras de autores bíblicos e piedosos. Pois bem, leia cada indicação, tome nota e vá as compras. 

Pedro Pamplona indica Quando Pecadores dizem Sim


“Quando Pecadores Dizem Sim” é um livro excelente para jovens casados, noivos ou namorados que estão planejando casar. Quando a maioria dos livros sobre casamento falam sobre como superar os problemas matrimonias com dicas, técnicas e mudanças de hábitos, Dave Harvey expõe a doutrina do pecado de forma simples, prática e confrontadora. Estudei esse livro com minha noiva e foi muito útil para nosso relacionamento. Em cada página eu sentia que Dave estava falando de mim e me mostrando o quão pecadores eu e minha noiva somos. Aprender isso é o primeiro passo para glorificar a Deus no casamento!

Thiago Azevedo indica Futuros Homens


Diante dos atrativos de nosso tempo, que em muito atrai os jovens cristãos como uma forte correnteza, indico a leitura do livro do Douglas Wilson - "Futuros homens". O livro aborda aspectos da masculinidade e da efeminação a partir de um prisma bíblico e piedoso!

Morgana Mendonça indica As Firmes Resoluções de Jonathan Edwards


Recomendo o livro do Steven Lawson “As Firmes Resoluções de Jonathan Edwards”. Um dos melhores livros da minha vida. A cada página repercute a ideia e o dever do firme exame que devemos fazer na nossa conduta cristã. Como jovem, Edwards foi movido por uma paixão pela glória de Deus pouco vista em nossos dias, autor de várias obras e um pastor dedicado, um grande teólogo que deve ser lido em nosso tempo. Suas 70 resoluções são ressonantes para mim e acredito que será um divisor para muitos jovens cristãos. Que possamos viver para a glória de Deus com uma paixão ilimitada.

Thomas Magnum indica A Arte Moderna e a Morte de uma Cultura


O maior nome para se iniciar um estudo consistente sobre arte é Hans Rookmaaker, seu livro “A Arte Moderna e a Morte de uma Cultura” é um clássico que foi premiado fora do Brasil. Agora disponível em português - publicado pela Ultimato - é um livro indispensável aos que gostam e querem saber mais sobre a perspectiva reformada da arte e como os cristãos são chamados ao exercício artístico. Na efervescência da criatividade, muitos jovens têm perguntas que muitas vezes não são respondidas sobre arte, música, cultura e produção cultural de forma mais ampla. Indico muito!


Felipe Duarte indica O Chamado ao Evangelho e a Verdadeira Conversão


Escrevendo o segundo livro da série Recuperando o Evangelho, Paul Washer disserta sobre o Chamado ao Evangelho e a Verdadeira Conversão - nome que compõe e faz jus a obra. Foi minha primeira influência à fé reformada. Seu livro destaca o grande motivo e fim da salvação: a vindicação da glória de Deus! Dedica um capítulo inteiro sobre a falsa ideia, retratada por tantos sobre Ap 3.20, da representação de um Cristo coitadinho e inábil pedindo entrada nos corações dos homens indiferentes a sua voz. Desconstruindo a falaciosa imagem de um Jesus dependente da permissão humana. Mostra um Deus que efetivamente transforma e inclina homens para andarem em seus estatutos.

Dorisvan Cunha indica Um Guia Seguro para o Céu


Um livro extraordinário! Com uma linguagem franca e objetiva, Joseph Alleine conclama pecadores não convertidos à uma análise séria e honesta a respeito de sua real condição perante o Deus. Grandes homens de Deus, tais como George Whitefield e Charles Spurgeon tiveram suas convicções moldadas pelas páginas deste livro. Spurgeon mesmo dizia que quando foi levado à convicção do pecado, foi a este livro, “Um Guia Seguro para o Céu”, que ele recorreu. É, portanto, um livro proveitoso e que tem servido para o despertamento de milhares de almas, desde sua primeira edição em 1671. Como alguém já disse, “multidões terão motivos para serem eternamente gratas a ele.” Leia!

Luciana Barbosa indica O Culto Segundo Deus


Visto a extrema necessidade de servir ao Senhor com temor e tremor, numa época que tudo (incluindo a igreja) está secularizado e relativizado, indico esta obra do Augustus Nicodemus para os jovens que desejam prestar um culto aceitável ao senhor. Nessa obra, Augustus faz a exposição de forma simples e objetiva do livro do profeta Malaquias que trata sobre o culto, mostrando que quem estabelece como deve ser o culto é o objeto do mesmo, Deus. Nele aprendemos a cultuar o Senhor de forma fiel e aceitável. Impossível lê-lo e não mudar de atitude em relação a Deus e a nós mesmos.

Daniel Clós indica 9 Marcas de uma Igreja Saudável


É um daqueles livros que te leva novamente aquilo que deveria ser constante: "Repensar teu cristianismo". E aqui quero ressaltar que "repensar" o cristianismo não é inovar com novos métodos e liturgias, repensar o "teu" cristianismo é fazer uma constante leitura de tua situação como escravo de Cristo. O livro é, além de ensino cristocêntrico, um revisionismo do modelo de igreja que se tem plantado pelos EUA (mas que serve para o Brasil que copia tudo do movimento gospel do Tio Sam) e os fundamentos desse modelo. Mark Dever (re)apresenta o modelo implantado pelos apóstolos e os motivos de porque foram abandonados pela igreja contemporânea. No entanto, não é um livro que se propõe a apontar os erros das outras igrejas, mas sim, propõem-se a "ensinar" e "encorajar" a igreja que deseja buscar ao Senhor verdadeiramente voltando-se para o Ensino Bíblico da Soberania de Deus.

Samuel Alves indica Sou eu Calvino


Indico para os jovens o livro do Elben M. Lenz Cesar, "Sou eu, Calvino: Conversas com o reformador." Pois, diante do crescente interesse pela teologia reformada, muitas caricaturas foram criadas deste grande reformador, indico com entusiasmo esta obra. Num formato de perguntas e repostas, o autor traça um perfil de Calvino como se o mesmo estivesse sendo entrevistado num talk show televisivo.

Wallace Jaguaribe indica Seara em Fogo 


Uma biografia resumida do grande evangelista D.L. Moody escrita por Boanerges Ribeiro. É um livro de 192 páginas, mas em letras grandes e com generosos espaços entre as linhas. A leitura é muito edificante, principalmente para jovens que almejam o ministério pastoral. Nesta biografia o leitor encontrará as perigosas armadilhas que cercam aqueles que se destacam servindo ao Senhor, a importância da oração e da dependência de Deus para um ministério que agrade ao Senhor. Portanto, questões do nosso dia a dia.


Thiago Oliveira indica Brecha em Nossa Santidade


Qualquer livro escrito pelo Kevin DeYoung tem um apelo para jovens. Ele mesmo ainda é um pastor jovem que pastoreia uma igreja que fica num bairro universitário. Mas o livro que gostaria de indicar chama-se “Brecha em Nossa Santidade”. Nesta obra, DeYoung mostra que por meio de Cristo é possível sermos santos, mesmo habitando num mundo corrompido e lutando contra os nossos impulsos carnais. Trazendo referências de gigantes como J.I. Packer e J.C. Ryle, o assunto “santidade” é abordado de uma forma que encoraja o leitor. A juventude cristã precisa de mais materiais como esse. Leia sem demora!

Alan Rennê  indica A Devoção Trinitária de John Owen 


Na obra em questão, Sinclair Ferguson mergulha na teologia de John Owen mostrando como o Príncipe dos Puritanos entendia a maneira como o cristão pode desfrutar de um relacionamento prazeroso com cada Pessoa da Santíssima Trindade. Ferguson mostra que, para Owen, ser cristão é, primeiro e antes de tudo, pertencer ao Deus Triúno e receber um nome dado por Ele. Foi a melhor leitura que fiz até o presente momento. Tão logo terminei a leitura dessa obra me senti encorajado a mergulhar nas páginas do próprio Owen, em sua obra Comunhão com o Deus Trino. Acredito que nossa juventude será grandemente edificada ao assentar-se aos pés de Owen e aprender sobre o amor do Pai, a redenção efetivada pelo Filho e a ação do Espírito Santo.

Richardson Gomes indica O livro Tudo de Graça


Eu li no começo da minha Fé Reformada, tinha meus 19 anos. Foi meu primeiro livro realmente relevante. A linguagem de Spurgeon em  algumas obras não é fácil, mas esse, especialmente, é um livro bom tanto para quem não lê muito como para quem é erudito. O ministério O Refúgio, da Igreja Presbiteriana Paulistana, editou e disponibilizou gratuitamente este livro. Você pode adquiri-lo clicando aqui.
_______________
Nota: Os livros indicados pelos pastores Dorisvan e Wallace não são mais editados e provavelmente será muito difícil adquiri-los fisicamente. Mas numa pesquisa simples na internet, é fácil achá-los em PDF. 

Nenhum comentário: