1509725595914942

28 de out de 2014

Casar ou não casar? Eis a questão!

Por Wallace Jaguaribe

Casar é uma bênção concedida por Deus, não é bom que o homem esteja só, isto é uma verdade. Mas, também é verdade que a vida a dois não é fácil, por isso Paulo afirmou "aqueles que se casarem enfrentarão muitas dificuldades na vida" 1 Coríntios 7:28. Assim, é preciso muita comunhão com Deus, muita renúncia, para que o casamento seja uma bênção.
Devemos entender que o casamento é a única opção de Deus para a prática do sexo. E o casamento deve ser monogâmico e heterossexual, observe: "por causa da imoralidade, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido" 1 Coríntios 7:2.
Mas, algumas pessoas recebem uma capacidade de poder vencer seus impulsos sexuais e seguir com uma vida santa, pura, optando por não casar. Repito, optando por uma vida de solteiro, ou seja, uma vida de castidade, de santidade, uma vida de celibato. Vejam as palavras do apóstolo Paulo: "Gostaria que todos os homens fossem como eu; mas cada um tem o seu próprio dom da parte de Deus; um de um modo, outro de outro. Digo, porém, aos solteiros e às viúvas: é bom que permaneçam como eu. Mas, se não conseguem controlar-se, devem casar-se, pois é melhor casar-se do que ficar ardendo de desejo". 1 Coríntios 7:7-9.
Paulo permanecia sem fazer-se acompanhar de esposa, seguia sozinho, principalmente pela vida perigosa de missionário que levava. Então, quando refere-se a "permaneçam como eu", está querendo dizer, permaneçam solteiros e em santidade. Com a expressão "Cada um tem o seu próprio dom da parte de Deus" Paulo está se referindo à capacidade de casar ou ficar em celibato voluntário.
Realmente há pessoas com muita dificuldade de harmonizar-se com outro numa relação de casamento. Dificuldade de compartilhar, de ceder espaço, dificuldade de enfrentar uma vida a dois... Casam e vivem como se fossem solteiros, tornam o relacionamento um verdadeiro inferno. Bem, "andarão dois juntos se não houver entre eles acordo?". Esta pergunta cabe bem para quem ainda não casou. É por isso que a avaliação precisa ser feita antes do casamento. Se você sente a necessidade de casar, então prepare-se para viver objetivando fazer seu cônjuge feliz, Observando os mandamentos bíblicos para um casamento saudável.
Agora, não se deve pressionar as pessoas para arranjarem namorados ou namoradas. Deixa chegar o tempo. E se você quer uma vida financeira equilibrada antes do casamento, então deixa para namorar mais próximo deste equilíbrio, pois um namoro muito extenso pode gerar dificuldades tanto quanto um namoro muito curto. E quando falo namoro, estou dizendo período de conhecimento intelectual, emocional, social, apenas, pois a prática do sexo só deve acontecer no casamento ou se constituirá em fornicação, caso em que os dois são solteiros, ou adultério, caso de relacionamento sexual fora do casamento.
Enfim, biblicamente, o casamento ou o celibato voluntário e em santidade, são opções válidas. Cada um deve avaliar bem e com muita oração para decidir corretamente. No entanto, o povo de Deus não deve pressionar as pessoas nesta área. Devemos ajudar os irmãos a não despertarmos o amor antes que eles o queiram. Certamente, muitos estariam mais felizes se estivessem solteiros. Como a questão é muito pessoal e séria, a igreja faz melhor se orar, orientar, e não pressionar em qualquer destas direções. Que Deus os abençoe.